quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Perdão... Sorry... Gomen... Pardon....

Bom, primeiramente, eu gostaria de pedir desculpas por não ter postado semana passada. Quem me conhece sabe que minha internet me odeia (assim como várias outras tecnologias) e ela resolveu que não funcionaria adequadamente no final de semana. Então, quando dei por mim, achei melhor esperar até quinta-feira para fazer um super post super legal. Contudo, como sempre, fui deixando para a última hora, e agora me encontro tendo de estudar para duas provas de Japonês que terei amanhã; ou seja, também não vou poder me esmerar como gostaria sobre esse post.
Contudo, não poderia deixá-los sem updates, claro. Onde estariam meus modos? Por isso, aqui vos trago a sequência do último conto, e a promessa de que, ainda essa semana, publico algo um tanto mais elaborado por aqui. E bom feriado!

O chão de Luciane (2)

Hoje, o chão aceitou Luciane de volta. Seu funeral será amanhã pela manhã.

6 comentários:

Thiago César disse...

hahai!
primeiramente, estás desculpado...
segundamente, esse final do conto tinha q ser algo "tragico" neh? huahua!
nao q isso seja ruim, pelo contrario.. o final dos seus contos, assim como o resto dele, produzem uma certa necessidade pra acabarem como acabam, e vejo q nao eh soh por kerer impressionar. valew!

A moça da flor disse...

Nossa dá pra interpretar de um monte de jeito esse final.
Que ela morreu por isso foi para o chão, no significado literal da expressão, que o chão se compadeceu da sua morte a aceitou de volta, ou seguindo meu comentário da outra parte, que ela não necessariamente morreu de fato, mas que ela morreu para os sonhos, que talvez seja uma forma de morte pior. Dalila e sua visão romântica da vida. E sempre que leio esses teus finais me dá vontade de chorar --'

Beijo e tá desculpado (olha quem desculpa, aquela que vez por outra passa séculos sem postar)
ainda mais falando em japonês que é tão bonitinho desculpa nessa língua "gomenasai desu" (ignore esse "desu" impróprio xD)hehe

CA Ribeiro Neto disse...

Num desculpo porque não tem o que desculpar, mah! hehehehe

Quanto ao final do post, tu gosta é de um suspense... esperar duas semanas para postar duas linhas do conto!!!!

Agora, discordo da Dalila, é a morte dela e pronto!!!! hahahaha

Adorei o final, não gosto das coisas trágicas demais, mas essa tá muita massa!

Abraço

Gi disse...

bom, pelo menos nesse final eu não chorei... ahahahahaha

quanto a esse movimento separatista do rio grande do sul... nem vou falar nada! huehuahauhauha

Hermes disse...

Parou de voar, então morre. Parou de sonhar, melhor morrer mesmo. Ora, bem feito.kk

Hermes disse...

Ah, e como a língua nasceria com o próprio homem? Isso é impossível, existem várias línguas, não creio que ela não tenha sido inventada pelos homens.